Be impressed! The internet in real time…

 

Now that’s what I call Big Data…

Click the animation to open the full version (via PennyStocks.la).

Wallowing through the Crises: is the world still breeding innovation?

What..? It could happen!

Well that’s one of the questions this report tries to answer. Click the image to get it… the one on the bottom, perv!

Sueing You, Sueing Me

We have old laws for a new and modern world. Still funny though.




Digital Magazines flock to the iPad

With the iPad 2 just around the corner, the prices for the iPad dropped significantly, creating a buy and sell craze on the second hand market, with people reportedly buying iPads for as low as 60 dollars.

This is good news for publishing media, as it means more and more people are acquiring tablets and, hopefully, digital magazines.

Adobe’s customized solution alone (Adobe Digital Publishing Suite) has already been used to create 155 magazines magazines for the iPad. Wired, Empire, Maxim,Vogue, Cosmopolitan and National Geographic are only a few examples. Check out the complete listing HERE.

Also, check out this video for Earth Periodical, another new mag developed with the Adobe tool.

Here Come the Tablets

Tablets will forever change the joke: "does it make coffee too?» Well, they may not make coffee, but they sure as hell can hold it!

It should be as soon as the coming Christmas that the first generation of tablets will hit the shelves and fight for buyers attention («pick me!» «no pick me!!» «i’m way better, pick me instead!»).

Everyone already knows that the  Apple iPad is a great buy. But i’m sure a lot of people (like myself) do not want to join the Apple family, and so is looking for a more versatile solution.

I’ve got my eyes on Samsung Galaxy Tab, with the great Android OS and Market, but there’s gonna be many more options to choose from.

Here’s a little something i stole from Wired that should help:

Fonte

!FAIL! Whoogle

«Dos vencidos não reza a história»… um provérbio claramente inventado antes do advento da Internet e da Web.

Embora a Google fique para a história como O  motor de busca que mudou o mundo, os seus falhanços jamais serão esquecidos. E ainda bem: quem tem muitas ideias boas tende a ter algumas más pelo caminho. Mas é divertido recapitular.

E adoro terem colocado o Wave e o Buzz na lista, apesar de ambos ainda existirem mas serem de facto flops  cuja utilidade nos ultrapassa a todos hahahah.

Update:

A nossa vizinha Joana Arnaud, chamou a atenção para a ausência do telefone Google Nexus, que não só foi um flop de vendas(mas não de qualidade) como já foi descontinuado. É estranho mais ninguém ter dado pela falta dele… por outro lado… se foi flop… até faz sentido… cof

Coisas do Ciberspaço pt.2

Cliffy B... ou a versão Mii dele?

O ciberespaço, a aldeia global, a globalização cibernética, a TVI e os fundamentalistas islâmicos nunca param de me surpreender.

Depois de o Pai da Valve e do Steam ter descoberto a Dropbox através aqui do vosso humilde escriba, agora é a vez do mui famoso entre nerds Cliffy B., da Epic (Gears Of War ).

Sabem como é: nós malta com estilo temos de manter unidos, fazemos parte de um clube secreto onde apenas entra a nata da sociedade video-lúdica, os grandes malucões dos videojogos, os mais belos machos alfa do mar de bits e bytes que adeja ao sabor do vento norte. Os deuses gregos do…

Oh wait...
Gabe Newell a dirigir a contrução do novo escritório da V(alve)FC
Como era mesmo a lei da compensação da Psicologia? Que grande arma que tens aí Penhasco B.

O spoof mais nerd de sempre

Mas, curiosamente, se isto fosse mesmo um filme, gostaria de o ver

Back To School: Conversas Multimédia no ISCSP

Amanhã, dia 28 Maio, Sexta-Feira, entre as 9:30 e as 12:30, vou estar à conversa com o Jornalista/Professor Miguel Crespo e a Mestre/Professora Maria João Cunha, integrados num ciclo de workshops de jornalismo, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Politicas (ISCSP), na Ajuda.

O tema do workshop é Jornalismo Multimédia e, embora seja para os alunos da escola, pode ser frequentado por qualquer pessoa. Por isso: bora.

Cliquem na imagem para ver como chegar lá.

Ninguém pára os piratas?

O site sueco The Pirate Bay continua a rir na cara de… bom, toda a gente, na verdade. Parece sempre que vai acabar. Mas cá continua… mais firme que nunca.

O Partido Pirata sueco, que até tem 2 lugares no parlamento e é já terceira maior força politica da Suécia, decidiu dar casa ao serviço gratuito de distribuição digital (usado maioritariamente para fins ilegais). Existe também uma filial portuguesa.

« Cansámos-nos do jogo do gato e rato que Hollywood tem jogado com o Pirate Bay, por isso decidimos oferecer largura de banda ao site. Está na altura de segurar o boi pelos cornos e insurgirmos-nos a favor do que consideramos ser uma actividade legitima.», disse Rick Falkvinge, membro do partido.

Pirataria já foi a principal responsável pela disseminação da Gripe A

Já o pessoal do The Pirate Bay, deixou no seu blog uma mensagem na linha do seu habitual sentido de humor:

«PLZ LEARN: TPB CANT BE SHUT DOWN

LOL!

AS U MITE HAS READ OR NOTICD, PEEPS ONCE AGAIN R TRYIN 2 SHUT US DOWN. DIS WILL NOT SUCCED, LOL. OURS RLY NICE WEBHOST WUZ THREATEND WIF RLY HUGE FINE, SO WE DECIDD 2 MOOV TEH SIET SO DAT THEY DIDNT GOT INTO TROUBLE, LOL. TEH DECISHUN 2 MOOV WUZ TAKEN BY US, TEH PIRATE BAY, LOL.

TEH PIRATE BAY IZ AN UNSINKABLE SHIP. IT WILL SAIL TEH INTERWEBS 4 AS LONG AS WE WANTS IT 2. REMEMBR DAT, K THX.

TPB, ONLY IN IT 4 TEH LULZ SINCE 2003»

A combinação das letras negrito assume a forma de um insulto mais directo.

Relembro que os 4 gestores do The Pirate Bay foram condenados, em 2009,  a 1 ano de prisão e  a pagar uma multa entre eles de mais de 3 milhões de euros.  No entanto, o quarteto recorreu, acusando o juiz de basear a sua sentença em interesses políticos, e continua à aguardar novo veredicto. De notar que a legitimidade do site nunca esteve em julgamento, mas sim os 4 jovens, acusados de facilitar o acesso a conteúdos ilegais.

Sou só eu que acho este argumento ridículo? Isto é o melhor que os melhores especialistas em direito conseguem arranjar? Uma sentença baseada em intenções, em boa ou má “onda”?

Por esta lógica de ideia temos de começar por processar quem faz computadores, sistemas operativos, todos os produtores de browsers de Internet e os nossos fornecedores de Internet. HP, Microsoft, Apple, Google, Sapo, Meo, Zon, e centenas de outras empresas, cuidado! Vocês estão a compactuar com quem descarrega conteúdos de forma ilegal!

Ao inventar o sistema peer to peer a miudagem descobriu um buraco na lei há anos, e em vez de se estar a tentar resolver o problema estruturalmente, continua-se a tapar buracos com argumentos destes. HÁ ANOS!

São apenas “miúdos” a serem miúdos, a desafiarem os “adultos” e a f%$#em tudo simplesmente porque podem. E enquanto os adultos não levarem o problema a sério, os miúdos continuarão a poder. Não vale a pena chorar, formar ou pedir com jeitinho porque fazer maldades, em especial maldades fáceis de fazer e com tanto retorno para quem faz o mal, como a partilha ilegal de ficheiros proporciona, faz parte de ser puto, e de ser Humano.

«Malditos piratas sempre a – Ooooh, que gatinho tão fofinhoooo!»

Já perdi a esperança nas gerações mais velhas que a minha. Simplesmente não têm capacidade para perceber os novos paradigmas e não sabem fazer mais nada que não seja queixarem-se.

Terão que ser os mais novos a resolver isto. O Partido Pirata e a organização Electronic Frontier Foundation são já sinais de reacção no sentido certo. Esperemos.

Gráfico altamente cientifico sobre os destinos do dinheiro que agora, por culpa da pirataria, alguém já não ganha