Internet is for Porn

 

 

«A Associação da Indústria de Entretenimento para Adultos norte-americana diz que as vendas de DVD de filmes pornográficos já desceram um terço devido à contrafacção dos filmes e aos sites de pornografia gratuita na internet», diz o jornal i.

Em resposta, algumas pornstars decidiram unir-se na gravação de um vídeo a apelar… à carteira dos consumidores.

Mais um exemplo de inadaptação ao evoluir dos tempos.

A implacável proliferação do download ilegal mudou por completo as regras do jogo e esse nem é  sequer o único responsável pelas alegadas quebras de vendas.

Já o disse muitas vezes e volto a repetir: existem produtos pelos quais nunca mais será possível voltar a cobrar dinheiro.

O tradicional formato de filme pornográfico é um desses casos. É um paradigma ultrapassado.

À esquerda: Festa da mangueira

hoje em dia as pessoas preferem outro tipo de interacção com os profissionais da pornografia. Este é o 42º site mais visitado do mundo.

E depois existe pornografia gratuita para todos os gostos e fetiches. Este é o 53º site mais visitado do mundo, mas existem muitos outros do género.

São particularmente populares porque, parafraseando um colega meu, «permite sacar a pila para fora e despachar a coisa em 5 minutos». De facto… convenhamos que, para o homem, o acto de masturbação não é propriamente uma saída com jantar romântico a dois…

E nem sequer vou falar do quão irónico é a malta da indústria pornográfica vir dar lições de moral e ética….

Quando as tendências mudam, não vale a pena chorar. Pode e deve-se continuar a regular e a proibir ilegalidades, mas isso nunca será suficiente. Adaptação, adaptação, adaptação. Or starvation….

O futuro é o 3D

10 thoughts on “Internet is for Porn

  1. O pessoal anda, literalmente, a fod… lixar as actrizes pornográfica… o sonho de qualquer homem🙂

  2. Ah, Chasey Lain, imortalizada pelo grande hino dos Bloodhound Gang. Há anos que não vejo porn mas ainda me lembro dela. Além disso, com a Web 2.0 já não se vê porn; “experiencia-se” porn. Algo completamente diferente, entendam-me!

    Anyway, é precisamente isso que dizes. Há coisas que nunca mais poderão voltar a ser cobradas ou, digamos, sujeitas ao mesmo tipo de transação tradicional. Bolas, a partir do momento em que torrents e programas third party permitem sacar FLVs do YouTube se tornaram commonplace, tudo isso ficou ultrapassado.

    E despachar a coisa em 5 minutos? Isso é não ter respeito às actrizes, à coisa e à mão da ocasião!

  3. Mas isto não era tão previsível? Descobriram uma mina de ouro e o ouro acabou. Agora há-que ter novas ideias. Procurar outras minas.

    De facto, face ao stream, e quando se “despacha” em 5 minutos (se tanto), comprar não compensa o trabalho…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s