Impressoras 3D: o próximo trend da pirataria

Forbidden Planet
Forbidden Planet

Quando se me acabavam os cigarros nos meus velhos tempos de amena cavaqueira no IRC (MIRC), costumava dizer aos meus colegas «Epá, estou sem tabaco. Envia-me aí um cigarro por DCC». Mal sabia eu que a piadola se estava a tornar em realidade.

Apesar de já estarem a ser desenvolvidas desde o início da década de 90, as impressoras 3D têm vindo a conquistar o seu lugar no mercado e, como tal, têm visto o seu preço cair significativamente.

O que acontecerá no dia em que for mais barato comprar uma impressora 3D (e os materiais que a alimentam) do que, por exemplo, ir à loja adquirir o ultimo modelo de sapatilhas da Adidas ou aquele relógio novo da Swatch? As hipóteses são ilimitadas e os downloads ilegais vão, sem dúvida, estender-se ao domínio do físico…

Até já consigo imaginar a Sony a inaugurar um sistema de Consoles On Demand, ou seja, de vendas de consolas por download.

Ao menos nessa altura já não haverá razão para a PlayStation 2 chegar ao Brasil com dez anos de atraso

2 thoughts on “Impressoras 3D: o próximo trend da pirataria

  1. Consta que a minha escola tem uma coisa destas – impressora 3D – para o curso de, se não me engano, Engenharia Mecânica, mas não tenho certezas.

    [ironic]Anyway, tenho a certeza de que ter uma coisa destas a piratear os CD’s de música deve ser muito mais recompensador, especialmente com as covers e tudo.[/ironic]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s