Ainda sobre a revista Hype!

O director da revista Hype!, Nelson Calvinho, deu uma entrevista ao site No Continues na qual fala da extinção da publicação e projectos futuros.

Espreitem a entrevista, explorem o site e deixem um olá (ou dois, ou três) no fórum. Até já.

8 thoughts on “Ainda sobre a revista Hype!

  1. Já várias pessoas me disseram, após lerem a entrevista, que lhes pareceu pouco. Confesso que também senti o mesmo quando o estava a entrevistar: penso que, se o Nelson tivesse paciência para me aturar, ficava a falar com ele o resto da tarde sobre estes e outros assuntos.

    No entanto, acho que o resultado final me parece interessante para colocar certas coisas em perspectiva🙂

    Obrigado pela atenção, Gonçalo😉

  2. No website MyGames diz que a edição da Hype! foi suspensa!
    Em relação à entrevista a Nelson Calvinho no No Continues o fim da Hype parece um facto consumado!
    Hoje sao 14 de Agosto e andei uma hora de forum em forum em busca de alguma informação que me explicasse o que sucedeu à tão espectacular revista Hype! até ter encontrado a fantástica entrevista! Mas continuo sem saber o porquê de ter acabado! Nem se ainda posso ter esperanças de que ela volte às bancas! É que se acabou é mesmo mau! Estar sem a Mega Score foram tempos dificeis, agora privarem-me da Hype! depois de 10 soberbas edições é crime! É certo que a política que o portal mygames trazia para a revista a prejudicava [leia-se aniquilava]. A questao de substituirem o jogo completo [o unico que realmente tinha qualidade foi farenheit] por GoD com licensas de 30 dias, a ausência de apoio publicitário directo à revista e a má publicidade trazida pelo website e pelo programa de tv [que eu orgulhosamente vi apenas e parcialmente, uma vez sem exemplo!]. Mas com Mygames ou sem Mygames a revista tem que continuar! Muita gente se encontra desiludida, não só o legado de fans que já consideravam os seus escritos culto desde a Mega Score, como também todos aqueles jogadores que encontraram pela primeira vez na Hype! uma revista para ler sobre videojogos. Peçam recursos à uniao europeia [há umas campanhas de apoio a pequenas e medias empresas bem porreiras] mas por favor nao deixem morrer essa fantastica equipa! Eu gostava que me indicassem um mail ou forum onde eu pudesse realmente obter informaçoes sobre o que se passa com os objectivos da mygames em relaçao à revista e que tipo de queixas ou apoio pode ser feito por parte dos leitores

  3. Para nós, redactores da revista Hype!, o assunto está encerrado. Podes ler os posts sobre isso aqui neste blog, no fórum MyGames e no fórum No Continues.

    Se quiseres saber mais sobre o futuro da Hype! terás que contactar a editora responsável, cujos contactos estão na ficha técnica da revista.

    Obrigado pelo apoio, e espero que nos vejamos algures no futuro.

    Abraço

  4. É triste… Andei à procura da Hype em vários pontos de venda e, após tanta “ansência” das bancas, comecei de facto a desconfiar.

    Enfim, primeiro foi o final da megalítica MegaScore, tão pouco tempo depois da boas opções editoriais que foram tomadas e que elevavam a revista a um patamar editorial bem mais perto de outros periódicos considerados – devido às temáticas – como jornalismo “mais sério”.
    Agora é o final da Hype? Só me apetece dizer uma coisa: o vosso trabalho sempre me pareceu bom demais para este país que prefere sempre o mediano ou até mesmo o mediocre..

    Bem, o ponto positivo mais imediato para mim é que visitei finalmente este blog! =)

    Boa sorte (que bem me parece ser merecida).

  5. Olá Daniel, espero que tenhas vindo para ficar😉.

    Não deixa de ser curioso que um dos defeitos que nos foi apontado pelos “Patrões” aquando do final da revista foi o facto de termos “qualidade a mais”. Se calhar não estás tão longe da verdade como isso…

    Abraço

  6. Infelizmente, sendo designer sei bem o que é almejar a um patamar de qualidade e inovação que parece não ser desejado por mais ninguém =)

    Vivemos num país que nem sequer se apercebeu que está perto de um ponto de charneira económico, social e cultural cujas origens lhe são completamente alheias, por terem origem praticamente a nível internacional e em que nós somos somente arrastados…

    Desculpa o desabafo, mas é que isto está mesmo uma merda, especialmente para certas áreas profissionais..
    Só te posso desejar muito boa sorte. Outros projectos a este nível irão, com certeza, aparecer no futuro.

    Abraço.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s